Projeto Espacios: El espacio público discutido desde la visión del diseño gráfico.

Eduardo Palazzo, Juliana Soares

Resumen


Este artículo presenta la investigación realizada para la formulación del proyecto Espaços, una publicación electrónica elaborada con el objetivo de explorar y presentar espacios públicos poco conocidos de la ciudad de Sao Paulo (SP, Brasil) a través de la lectura del diseño gráfico sobre la forma urbana.

La construcción del sitio web Espaços es el producto final de la investigación. Actualmente presenta cuatro lugares de la capital paulista para ser explorados por el visitante de la página. El discurso multimedia del diseño, vinculado a una visión crítica, de opinión, descriptiva de estos lugares es el tema de estudio que nos permite explorar la posibilidad de emplear del diseño como un instrumento de lectura y visualización de lugares de mínimo conocimiento popular, pero con gran potencial social, artístico, comercial y cultural.


Palabras clave


Diseño, diseño gráfico, diseño web, multimedia, urbanismo.

Texto completo:

PDF (Español (Argentina))

Referencias


Abrahão, S. L. (2008). Espaço Público: do urbano ao político. São Paulo: Annablume.

Aiga. [on line]: http://www.aiga.org/ Acesso dia 30 de abril de 2014.

Arco. [on line]: http://arcoweb.com.br/ Acesso dia 29 de abril de 2014.

Arendt, H. A condição humana. São Paulo: Forense Universitária, 2010. 452 p.

Barros, F. (2007). Produção e edição colaborativa na Internet: o caso Overmundo. Ciberlegenda, Niterói, v.3, n.19, 2007.

Bax, M. (2001). Introdução às linguagens de marcas. Ci. Inf. v.30, n.1,Brasília, jan-abr/2001.

Bomfim, G. (1997). Fundamentos de uma teoria transdisciplinar do Design: morfologia dos objetos de uso e sistemas de comunicação. Estudos em Design, v.5, n.2, dez/1997.

Bungarten, V. (2013). A imagem cinematográfica: convergências entre design e cinema. Rio de Janeiro, 2013. Tese (doutorado) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Departamento de Artes e Design.

Bungarten, V. (2012). Design e Cinema na sociedade contemporânea: trocas, superposições, aproximações. DAMT, São Paulo.

Candello, H. (2006). A semiótica das revistas digitais. Campinas, 2006. Dissertação (Mestrado) apresentada ao Programa de Pós-graduação Multimeios, UNICAMP.

Cherlato, S. (2012). Com ecourbanismo de interesse social, um Cantinho melhor. In: Seminário Nacional sobre Áreas de Preservação Permanente em Meio Urbano. Anais... n.2, Natal, 2012.

Ferlauto, C. (2002). O tipo da gráfica: uma continuação. São Paulo: Edições Rosari.

Flusser, V. (2010). O mundo codificado. São Paulo: Cosac Naify.

Franco, S. (2009). Iconografias da Metrópole: Grafiteiros e pixadores representando o contemporâneo. São Paulo, 2009. Dissertação (mestrado) - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo.

Furtado, J. (2006). O papel e o pixel: do impresso ao digital, continuidades e transformações. Florianópolis: Escritório do Livro.

Gil, A. (2002). Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas.

Humans of New York. [on line]: http://www.humansofnewyork.com/ Acesso dia 12 de abril de 2014.

Hurlburt, A. (2002). Layout: o design da página impressa. São Paulo: Nobel.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. [on line]: http://cod.ibge.gov.br/232IG Acesso dia 20 de abril de 2014.

Italo Lupi Studio. [on line]: www.italolupistudio.com Acesso dia 29 de abril de 2014.

Monteiro, S. (2000). A forma eletrônica do hipertexto. Ci. Inf. Brasília, v. 29, n. 1, jan-abr/2000.

Müller-Brockmann, J. (1996). Grid Systems in Graphic Design. Santa Monica: Ram Publications.

Müller-Brockmann, J. (1961). The graphic artist & his design problems. Teufen: Niggli.

Philadelfia College Of Art. (1972). Alexey Brodovitch and His Influence. Exhibition Catalog. Philadelphia: Philadelphia College of Art.

Santos, M. (1996). A Natureza do espaço. São Paulo: EDUSP.

Silva, I. (2013). Ferramenta online para aprendizagem colaborativa. Trabalho de diplomação em Programação Visual. Departamento de Desenho Industrial. Universidade de Brasília. Brasília.




DOI: http://dx.doi.org/10.18270/masd.v10i18.1732

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2016 MasD Revista Digital de Diseño

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-CompartirIgual 4.0 Internacional.